Tela quebrada de celular: o que fazer e como consertar

Tela quebrada de celular: o que fazer e como consertar

Cá entre nós, celular com tela quebrada é irritante, mas pode acontecer com qualquer pessoa.

Um simples descuido e lá está o aparelho no chão.

Se não é o vidro quebrado por completo, é a tela rachada.

Mas como diz aquele ditado, “vão-se os anéis, ficam os dedos”.

Felizmente, os aparelhos hoje em dia estão bem mais resistentes e é provável que o conserto exija somente a troca da tela de celular quebrada.

Isso se você adotar os devidos cuidados com ele e providenciar logo a substituição.

Afinal, como veremos neste artigo, o problema pode não se resumir a “apenas” uma tela trincada.

A partir dela, se nada for feito, o uso do aparelho pode ficar totalmente comprometido.

Nesse caso, sim, você pode acabar perdendo dados importantes.

Para evitar transtornos maiores, vamos apresentar ao longo do texto dicas práticas e valiosas.

Além de descobrir o que fazer após ter a tela quebrada, você vai conferir formas seguras de realizar o conserto - até mesmo sem sair de casa.

Este é um guia completo para você superar a tela quebrada de celular e escapar ileso dessa experiência desagradável.

Boa leitura!

Assistência técnica e conserto de celular em duas horas, totalmente online

Principais cuidados após quebrar a tela

Depois que a lamentação pela tela quebrada começar a passar, é hora de agir.

Acredite: como está, não dá para ficar.

É por isso que vamos relacionar agora os principais cuidados que você deve ter depois de quebrar a tela do celular.

Fique ligado!

Não minimize o dano

A tela só trincou no canto, mas você consegue usar o celular?

Ótima notícia, certo? Errado!

Deixar de levar o aparelho para conserto gera riscos desnecessários ao usuário.

Aquela rachadura, ainda que pequena e mesmo que não danifique o funcionamento do touch screen (o que torna a tela sensível ao toque), tende a aumentar.

E conforme o desgaste cresce, pequenos pedaços de vidros podem se soltar.

Já pensou sofrer um corte ao manusear o celular ou mesmo ao fazer uma ligação?

Isso sem falar em outros problemas que uma tela quebrada pode causar, como iremos destacar mais à frente.

Resumo: não dê chance para o azar e leve o aparelho à assistência técnica.

Proteja seus dados

O smartphone talvez esteja funcionando por uma razão simples: o display LCD é protegido por uma camada de vidro e pode ter resistido ao impacto.

Mas como já destacado, não há como garantir por quanto tempo ele pode ser usado sem apresentar defeito ou acabar inteiramente comprometido.

O melhor a fazer, então, é providenciar um backup dos seus arquivos.

Afinal, perder suas fotos seria uma tragédia completa, não é?

Garanta logo uma cópia de segurança armazenada em nuvem.

Em aparelhos com o sistema Android, o Google Fotos e o Google Drive são seus principais aliados.

Já naqueles com iOS, da Apple, o iCloud é o destino.

E se for preciso, transfira seus arquivos para um computador a partir de um cabo USB.

Qualquer procedimento é válido. Só não perca seus dados.

Não tente consertar com as próprias mãos

Aquele amigo que diz que trocar uma tela quebrada é fácil está cheio de boas intenções, mas deixe seu conselho de lado no momento.

Substituir o acessório depende não apenas de habilidade, como de ferramentas específicas.

Não é algo para fazer em casa.

Tentar a via artesanal oferece um atalho para danificar os sempre sensíveis componentes de um smartphone.

E, aí, o prejuízo será total.

Vale repetir a lição número 1: leve o aparelho à assistência técnica.

Verifique a garantia

Como você deve saber, a garantia dos aparelhos costuma cobrir defeitos de fábrica - o que não inclui tela quebrada por derrubar o celular no chão.

Mas há casos em que a fabricante condiciona a substituição do smartphone por um novo, mediante o pagamento de um valor bem abaixo da compra.

De todo modo, a garantia é um facilitador para você conseguir realizar o reparo junto à assistência autorizada.

Isso se não abrir o celular por conta própria, é claro - pois o ato infringe os termos da garantia.

Se for preciso buscar um prestador não autorizado, a única dica possível é pesquisar.

Verifique valores e referências da empresa escolhida.

Nunca esquecendo que o barato realmente pode sair caro.

Uma tela quebrada pode gerar mais problemas

Ah, se fosse só uma tela quebrada.

É claro que você gostaria de ter seu celular sem um único arranhão, mas as consequências de um “tombo” do aparelho podem ser bem maiores.

Já demos algumas pistas nos tópicos anteriores.

Mas, neste aqui, vamos aprofundar as informações para que você saiba quais riscos está correndo ao não providenciar o conserto do smartphone.

Prejudica a estética

OK, talvez esse seja o menor dos problemas.

Mas como ignorar o fato de você ter um smartphone lindo e moderno, na sua cor preferida, mas com a tela quebrada?

Ainda bem que a selfie no espelho mostra a parte de trás do aparelho, não é?

O dano vai aumentar

Não se trata de um simples risco, mas de uma rachadura na tela.

Em caso de um novo impacto, ainda que mínimo, o dano pode se tornar irreversível.

Além disso, mesmo o uso rotineiro do aparelho pode aumentar a área de tela quebrada.

É inevitável que o desgaste ocorra, justamente por ser ali o seu ponto de contato com o celular.

E isso leva ao risco de ferimentos, sobre o qual já falamos antes.

A usabilidade vai piorar

Sabe aquela coisa chata de passar o dedo sobre a tela e a navegação não deslizar?

Ou a senha de desbloqueio, que o aparelho não reconhece mais?

Tem ainda aquela letra no cantinho avariado, que você não consegue mais digitar e que o obriga a trocar a posição do celular?

Isso sem falar nos jogos e aplicativos com função multitoque, que já não funcionam bem.

São consequências da evolução natural de uma tela quebrada.

Podem ocorrer avarias internas

Você olha para a rachadura e não vê perigo nela?

É bom considerar que muita coisa passa por aquele buraquinho.

Poeira, por exemplo.

Também umidade e a própria oleosidade dos dedos em contato com a tela.

E se molhar, então, o estrago é inevitável.

Dia a após dia, seu aparelho se torna mais vulnerável aos efeitos da oxidação de peças e componentes internos.

De maneira gradual, se não realizar a troca, a tendência é que veja os problemas aumentarem durante o uso.

Melhor substituir logo essa tela quebrada, concorda?

Colocar película ajuda a segurar vidro quebrado?

Uma solução paliativa.

É dessa forma que podemos responder à questão central deste tópico.

Colocar película sobre a tela quebrada funciona como uma camada extra de proteção, é verdade.

Contudo, em casos de riscos evidentes, não vai resolver o problema estético de ter um aparelho trincado.

Além disso, também pode ser útil quando quais apenas um cantinho do celular foi danificado.

Veja este vídeo, por exemplo, que recomenda o truque para camuflar a tela quebrada de um iPhone:

Observe nele que a área afetada é pequena e que, por isso, a película serviu como um quebra galho interessante.

A verdade é que um recurso como a colocação de película depois de ter a tela quebrada ajuda, mas não soluciona o problema.

Com o tempo, a sua substituição por uma peça nova vai ser necessária.

Então, se no momento a grana está muito curta, vale considerar a possibilidade.

Mas se é uma medida temporária que você procura, talvez o próximo tópico ofereça a você uma ideia melhor.

Que tal dar um jeito criativo na tela quebrada?

Como vimos, não há como evitar que uma tela quebrada prejudique o desempenho do celular.

Mais cedo ou mais tarde, isso vai acontecer.

Por outro lado, no aspecto estético, você pode dar um jeitinho enquanto junta uma graninha para realizar o conserto.

A ideia é simples: encontre um wallpaper que harmonize com o estrago na sua tela.

É só pesquisar e exercitar a sua criatividade.

Você pode encontrar peças tão bem produzidas, que até quem está com o celular em perfeitas condições faz o download por gostar do plano de fundo.

Vale buscar inspiração em sites nacionais e internacionais, inclusive com papéis de parede para computadores.

Por exemplo, dê uma olhada no Plan Wallpaper e no Get Wallpapers.

Bacana a ideia, não é mesmo?

E para não deixar passar, veja só alguns registros feitos pelo EliteReaders a partir de fotos enviadas por usuários:

Exemplo de imagem para tela quebrada.

Exemplo de imagem para tela quebrada.

Exemplo de imagem para tela quebrada.

Exemplo de imagem para tela quebrada.

Tem para todos os gostos e estilos.

Mas fique ligado: nem seu super herói favorito impede o agravamento do problema da tela trincada.

Então, providencie o conserto - e o faça de maneira segura, como vamos ensinar a seguir.

Formas seguras de trocar a tela quebrada do celular

Já que não vale a pena ficar com um celular com a tela quebrada, onde e como fazer a troca?

Para sua segurança, vale reforçar: não tente substituir a peça sozinho.

É claro que o YouTube está cheio de conteúdo passo a passo para realizar a troca em casa.

Mas nunca é tão fácil quanto dá a entender que é.

“Embora nos vídeos possa parecer simples, é preciso levar em consideração que quem está apresentando o procedimento já deve possuir experiência em manutenção de smartphones”, alerta o programador Ronaldo Prass em sua coluna no site G1.

O especialista também destaca o risco de danificar o aparelho ao escolher um acessório similar com a justificativa de custo.

“O ideal é entregar o seu aparelho a um profissional qualificado, numa assistência técnica autorizada, para realizar o reparo”, completa ele.

Então, temos aí a primeira maneira segura de realizar a troca da tela quebrada: deixar o conserto na mão de profissionais.

Interessante observar que esse é o principal motivo para donos de smartphones buscarem a assistência especializada.

Segundo pesquisa da 99Celulares, a tela danificada responde por 75% das consultas a esses estabelecimentos.

Obviamente, não dá para escolher qualquer lugar para deixar seu aparelho.

Mas esse é um assunto sobre o qual iremos falar a seguir.

Antes, porém, cabe mencionar ainda o seguro de celular.

Se você contratou esse tipo de serviço, é possível que ele ofereça proteção não apenas contra roubos e furtos, mas também por danos provocados por quedas.

E vale a pena?

Sua avaliação deve considerar que o produto é como um seguro qualquer.

Caso o seu aparelho tenha um valor muito alto, pode ser interessante contar com essa proteção adicional.

De todo modo, se não tiver seguro e o orçamento para troca da tela quebrada ficar muito alto, a única solução viável é comprar um celular novo.

Isso é especialmente válido se o seu aparelho já estiver defasado e a manutenção simplesmente não compensar.

Mas não se precipite e faça primeiro uma cotação junto a diferentes empresas, pois o conserto pode sair em conta, mais rápido do que imagina e o melhor: sem você precisar sair de casa.

Conserte sua tela quebrada sem sair de casa

Você acredita ter razões para não encaminhar o celular ao conserto para substituir a tela quebrada.

Acha que o estrago não é tão grande ou que o reparo não compensa.

Não é assim?

Se o que motiva essa forma de pensar são experiências anteriores não tão boas com assistências técnicas, é hora de rever seus conceitos.

Felizmente, a tecnologia avança para tornar tudo mais prático em nossas vidas.

É assim também para consertar um smartphone.

Hoje, já é possível encaminhar o processo sem sair de casa.

A Insinis é uma plataforma digital de consertos de smartphones.

Não é uma loja, tampouco realiza reparos nos aparelhos.

O que ela faz é conectar o usuário a assistências técnicas especializadas em um processo totalmente online.

Quer ver como funciona?

Dê só uma olhada no passo a passo:

  1. Acesse o site da Insinis
  2. Na área em verde na Home, digite o modelo do seu aparelho - se não souber, clique aqui e descubra
  3. Conforme digita, o sistema automaticamente faz sugestões. Então, encontre seu aparelho na lista e clique sobre ele
  4. Na próxima página, informe qual reparo é necessário realizar no aparelho. Você tem as seguintes opções: microfone, auto falante auricular, tela, bateria, câmera traseira, câmera frontal, conector da bateria, conector de fone e auto falante
  5. Selecione “Tela” e veja abaixo uma relação de assistências técnicas que realizam o serviço selecionado
  6. Você pode ordenar por nota de avaliação, maior ou menor preço
  7. Observe na relação o nome e endereço do estabelecimento, custo do serviço, prazo de garantia, sua nota (se disponível) e o número de avaliações recebidas
  8. Feita a escolha, clique em “Quero contratar”
  9. Na página seguinte, faça seu login ou crie uma conta
  10. Depois, selecione se deseja usar o serviço de busca e entrega instantânea ou se prefere ir até a loja em data e hora agendados
  11. Faça o pagamento online e com segurança, à vista ou em seis vezes sem juros
  12. Agora, é só encaminhar o aparelho para trocar a tela quebrada e aguardar a conclusão do serviço. Vida nova ao seu celular!

Vale dizer que muitas assistências entregam o smartphone em tempo recorde após o conserto.

É uma garantia de não ficar desconectado por vários e vários dias.

E depois de ter seu aparelho novamente em mãos, não esqueça de voltar à plataforma para avaliar o serviço contratado.

Sua opinião é muito importante para outros usuários que, futuramente, vão precisar do mesmo tipo de assistência.

O que quebra tela do celular?

Celulares não são feitos de aço, você sabe bem.

Ainda assim, a indústria fabricante tem investido para empregar cada vez mais resistência aos aparelhos.

Como exemplo, podemos citar a tela Gorilla Glass e seu vidro superior aos demais.

No papel, é muito bonito: seu material é um álcali-aluminossilicato, ligação de uma base com o composto de alumínio, silício e oxigênio.

Na prática, apesar de não ser indestrutível, é muito mais difícil de ter a tela quebrada.

Como exemplo, veja este vídeo, no qual um Samsung Galaxy S7 Edge é bastante “maltratado” por todo o tipo de objeto.

O problema, em casos como esse, pode ficar escondido, tal qual aquela sujeirinha embaixo do tapete.

Como já explicamos, o vidro de um smartphone fica sobre um display de LCD.

Assim, um impacto que não pareceu forte o suficiente para arranhar a tela Gorilla Glass pode danificar o display interno.

Nesse caso, você teria um celular aparentemente intacto, mas inoperante.

Melhor não fazer em casa o teste do martelo, ou qualquer outro que resulte em um vídeo divertido no YouTube.

Quedas e pressão exagerada sobre o aparelho

E no caso de quebras não intencionais, quais são as suas causas?

São basicamente duas: quedas de qualquer altura e pressão sobre o aparelho, como um forte pisão.

Ao derrubar o aparelho no chão, o que determina ou não a rachadura na tela não é apenas a altura do tombo, mas a forma como o impacto acontece.

Ou seja, se o celular cair totalmente na horizontal, muito dificilmente algum dano maior será registrado.

Isso no caso de você derrubá-lo acidentalmente do bolso, por exemplo.

Já se cair de canto, a tela quebrada é praticamente certa.

Agora, sobre pisões, é claro que se trata de um fenômeno bem mais raro.

Mas imagine você deixando seu telefone cair em meio a um show, com pessoas pulando ao seu redor.

Além disso, o que conta muito para a gravidade da rachadura é a sola do calçado que atinge o aparelho.

Um solado de borracha talvez passe despercebido por ele, enquanto um salto promete fazer um estrago feio.

Ah, uma última dica: segundo a já citada pesquisa da 99Celulares, é preciso ter um cuidado extra aos finais de semana.

Conforme o levantamento, sábado e domingo são os dias em que mais ocorrem acidentes que resultam em uma tela quebrada.

Um pouco de superstição não faz mal a ninguém, faz?

Celular com tela inquebrável existe?

Volta e meia, surge no mercado um novo aparelho com um forte apelo comercial relacionado à sua maior resistência.

Você certamente deve lembrar do Moto X Force, o celular “inquebrável” da Motorola.

O modelo foi uma resposta da fabricante a uma constatação dela própria: 53% dos usuários já tiveram a tela quebrada do celular.

Inquebrável, não.

Super resistente, sim.

Esse é o termo que o site TechTudo utiliza para se referir ao aparelho depois de testá-lo - e fazer elogios a ele.

Obviamente, não há como fabricante algum, exceto por uma ação de marketing, garantir que a tela de um smartphone jamais se quebrará.

Por outro lado, não se pode negar que os esforços nesse sentido são cada vez maiores.

O Moto X Force foi lançado em 2015.

E houve quem o jogasse de 11 metros de altura para testar a eficiência, como neste vídeo:

Depois dele, outros modelos acabaram apresentados para competir no quesito resistência, como o Samsung Galaxy S8 Active, o Sony Xperia Z5 e a própria Motorola, com o seu Moto Z2 Force.

Seja qual for o seu smartphone no momento, tendo ou não o título de “inquebrável”, melhor prevenir do que remediar, concorda?

Cuide bem dele.

E, se a tela quebrar, busque uma assistência especializada.

Conclusão

Você viu neste artigo um guia para resolver o problema da tela quebrada no celular.

Agora, pode decidir de forma mais segura se vai enviar o aparelho ao conserto ou se prefere comprar um novo.

Caso o reparo seja a sua escolha, conte com a Insinis para ajudá-lo nessa missão.

Nós conectamos você às mais bem avaliadas assistências técnicas de smartphones.

Nosso processo é prático, fácil e transparente.

Deixe a tecnologia ajudar você.


Posts Relacionados

Quebrou a tela do celular? Avalie se realmente vale comprar outro

2 serviços que são seus aliados para reparar aparelhos tecnológicos

Assistência técnica autorizada: como funciona e a diferença para uma loja especializada